Retratos da economia no período da pandemia

Após 01 ano de pandemia, mas ainda com reflexos estruturais de períodos anteriores (PIB sem crescimento acumulado há mais de 05 anos), podemos ver a realidade de nossa economia e de seus principais agentes em situação de dura recuperação.

Recente pesquisa publicada pela FACAMP, link anexo, mostra os recortes desses efeitos de mais uma década de dificuldades em vários setores.

As empresas/setor industrial estão mais retraídas, aguardando um cenário mais seguro para investimentos e uma situação fiscal e tributária mais favorável.

Por outro lado, na ponta do consumo, grande alavancador de receitas, temos setores de Varejo endividados, basicamente pela restrição de atividades imposta pela pandemia, e pela queda de poder aquisitivo das famílias.

Já as famílias, último elo da cadeia de geração de valor do PIB, vem experimentando uma alta do desemprego, queda na renda e limitadas possibilidades de criação de renda, impossibilitadas pelo protocolo de isolamento social, cada vez mais rígidos.

Existe otimismo nesse cenário difícil? Sempre existiu e continua existindo. Somos resilientes e a economia sempre premia aqueles que assumem desafios, e buscam novas formas de criar valor em seus respectivos negócios.

Vale ver a pesquisa com esse olhar de otimismo.

Texto escrito por: Antonio Wellington Lopes

WhatsApp chat